quinta-feira, julho 13, 2006

pela manhã

Tina tomara uma decisão. afinal fora ela a insistir naquela casa, seria ela a descobrir se realmente havia alguma excentricidade ligada a ela.

os jovens vêem a morte distante sempre, por isso têm poucos medos e coragens grandes.

J. Walter Thompson

nada sabia do paranormal, sequer se havia. a única coisa que tocara ligada a isso, fora uma bola de cristal em casa da avó. peça de arte que a fascinava pelo brilho. a avó ofereceu-lha e tinha-a numa mesa de canto da sala. sem mistério.

perto dali conhecia o oleiro, um artista a quem encomendara peças para decoração. era já muito velho mas as mãos trabalhavam com agilidade juvenil.

- se alguma coisa houve, ele há-se saber. tem idade para duas gerações de histórias destas.

e foi.


at DigiCamPlus

- a senhora desculpe, mas de que casa fala? da sua ou das três que desabaram depois da morte das gémeas?

- desabaram? gémeas? conte-me tudo mestre Amilcar, eu preciso saber!

- pouco há que contar que seja um facto. morava naquele espaço um casal com duas gêmeas. morreram mãe e filhas num trágico acidente. o homem parecia enlouquecido pela dor, até desaparecer.

- só isso?

então porque lhe chamam assombrada, à minha casa?!

- dizem que mãe e filhas o procuram. ele não voltou a aparecer, vivo ou morto que fosse. e olhe que até a polícia o procurou...

- que loucura! desculpe mestre Amilcar... alguma vez as viu?

- não sou de dar conselhos nem lhe respondo a isso. sabe lá um homem a verdade do que os olhos registam...

saia daquela casa. não demore.

amassou o barro da peça que estragara e atirou-o para o monte de argila ao lado. Tina não lhe arrancou uma palavra mais.

foi com maior inquietação que regressou e, de longe, olhando agora a moradia restaurada, pareceu-lhe sombria e decadente.


VinS B

- disparate! eu não quero nem vou acreditar.



(segue)

16 Comments:

Blogger peciscas disse...

Será bom ver como a história continua.

10:28 da manhã  
Blogger Lmatta disse...

estou gostando
beijos

11:42 da manhã  
Blogger PiresF disse...

Tal como desconfiei…
O rumo é este, absurdo como os medos que nos atraem e nos arrepanham as entranhas.
Ai, ai… continuando passageiro desta viagem.

Grande abraço.

12:39 da tarde  
Blogger Teresa Durães disse...

continuo por aqui

12:53 da tarde  
Blogger desire ou your-shell disse...

Paranormalidade...mistério...hummm...suspense . acompanharei com atenção.

bjinhos

desire

1:52 da tarde  
Blogger MalucaResponsavel disse...

Vou acompanhar... bj

2:15 da tarde  
Blogger Caracolinha disse...

Oh minha querida mais linda ... tu és um amor e tás cheinha de razão ... mas sabes o que é ... tu também tens este lado que eu adoro ... o de nunca estares muito tempo na mesma casa ... e eu seguia o teu último link e não aparecia lá nada escrito no blog ... agora já tenho este nos favoritos ... e vou apagar o outro !!!!

Beijoca encaracoladamente GRANDE minha querida !!!!

3:08 da tarde  
Blogger al-jib disse...

a arte do suspense
.
.
.
n o p o n t o c e r t o
.
.
amanhã
.
r e g r e s s o

bjs

4:26 da tarde  
Blogger Um outro olhar disse...

continuo atenta

e a gostar de lêr


:)

6:00 da tarde  
Blogger Era uma vez um Girassol disse...

Promete mesmo! Que enredo misterioso!
Bjs

8:36 da tarde  
Blogger sugcrasis disse...

E eu que gostava tanto do Freddy de Elm Street.
...
Estou seguro que a mãe não morreu porque um paparazzi contou-me que ela tinha casado com o Brad Pitt.
O tal senhor foi para Paris-Texas, andou lá no deserto como todos um dia vimos, meio louco. Procurava a sua mulher e nós
ouvíamos uma banda sonora excelente de Ry Cooder que não deixo de recomendar vivamente.
E as gémeas foram contratadas para aparecerem no mais recente Matrix, certo?
...
"comé qui é?... ...cóta?"
...
1Bj

Sugcrasis

1:51 da manhã  
Blogger della-porther disse...

A cada pedaço fico mais ansiosa...a música e esse ar de mistério. Continuo saboreando.

beijos

2:14 da manhã  
Blogger madalena pestana disse...

Obrigada pela presença e paciênciade todos.
A cota gosta sempre de vos ver mas este filme é meu e há-de acabar como na hora me apetecer, ó Sugcrasis! Óviste? hahahahah

Bom dia!

Bjs

7:46 da manhã  
Blogger diamond disse...

Levei um século a ficar em dia com a estória. Espero que valha a pena.

:)

7:57 da manhã  
Blogger sugcrasis disse...

A cota não era em função da idade. Se esse fosse o sentido, também eu sou um cota que não sou!
O tal "comé qui é?... ...cóta?", é do final no anúncio do EcoPonto.
É dito em "Criançês", que se fosse em "Adultês" seria "Como é que é? Corta?"
1 Bj Sugcrasis

8:11 da tarde  
Blogger Freyja disse...

cada relato es una mezcla de suspenso envuelto en magia, dejando por momentos melancolia y sacando sonrisas...por momentos todo se puede...por momentos no
gracias por tus saludos
si me visto de espera y ausencias...me visto de vida
besitos y mi abrazo, me gusta mucho como esta todo aqui
un bello fin de semana



besos y sueños

11:08 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home