segunda-feira, julho 10, 2006

final feliz...

uma história com amor que baste para acabar aqui: ... e foram felizes para sempre.

Renata Ratajczyk

não fora Tina pertencer à aristocracia rural e ser pouco dada aos negócios citadinos do marido. daí aliás, a escolha e a dedicação à casa e à larga parcela de terreno que a cercava.

a casa foi quase refeita toda. a mulher escolhia, vigiava e ia à cidade vizinha escolher ela própria tintas e tecidos para a fase final. foi numa dessas idas trabalhosas, que um comerciante perguntou que casa nova estava a ser construída que não vira nada novo por ali.

- é minha a da colina, sabe, a que estava à venda e penso que por tão escondida não vendiam? linda! e então o lago, a cascata interior, os terrenos em volta... foi uma sorte a minha!

- a casa da cascata? a assombrada? e diz a menina que isso é sorte?...

- claro. espere, você disse assombrada? de que disparate estaremos a falar?

soltou a gargalhda alegre do costume. não era de crendices. mesmo fé tivera-a até à primeira comunhão, por insistência e tradição familiar.

- esqueça o que eu disse. coisas que se contam... não vai viver sozinha lá, ou vai?

- não, claro. acabei de casar.

- a senhora desculpe, parabéns! sejam muito felizes e passem sempre por aqui! para clientes vizinhos, fazemos sempre uma atenção especial.

o homem parecia embaraçado, quase a acelerar a transacção, mas Tina não valorizou isso. era feliz, que mais podia querer?


José Marafona

ao passar pelo lago olhou-o como sempre, mas pareceu-lhe morto, esverdeado de limos e um dos barcos ali abandonados, parecia mesmo estar a afundar.

- que disparate! influência desta conversa tola de província. vou ter de me acostumar.

(segue)

7 Comments:

Blogger Teresa Durães disse...

E eu vou lendo!


Boa tarde

1:11 da tarde  
Blogger diamond disse...

Uma história de casa assombrada?

Quem dera adoro essas cenas esquisitas.

Cá voltarei para mais.

:)

7:43 da tarde  
Blogger Freyja disse...

Era feliz…que más podía querer?
Que hermoso.
Siempre se busca más allá…¿Por qué será así?
A veces se tiene todo o nada…siempre queremos la felicidad, la que cuesta tanto encontrar
Besitos y que estés muy bien


besos y sueños

9:24 da tarde  
Blogger Um outro olhar disse...

continuo a gostar, agora ainda me deixaste mais alerta

:)

10:02 da tarde  
Blogger as velas ardem ate ao fim disse...

dsc mas não finais felizes!com muita pena minha.

11:04 da tarde  
Blogger della-porther disse...

D.

Sinto no ar...uma leve trilha de suspense.


beijos

12:25 da manhã  
Blogger Era uma vez um Girassol disse...

Casa assombrada, hein????
Promete....
Bjs

12:39 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home