segunda-feira, junho 26, 2006

Já estás mais calmo? ainda bem.

Photo Stefan Rohner

Tu vais-me desculpar mas
isso era falta de corpo de mulher. Muito tempo isolado. Vives lá no vale, cercado de mulheres bonitas, mas intocáveis se não for para casar.

Foste à cidade encontraste o prazer que te faltava e, confundiste tudo!

Também nunca entendi essa tua relutância em casar. O casamento dá equilíbrio, conforto...


Tivesse sido isso e eu dava-te razão .

Eu estava desassossegado mesmo. Na cidade chovia, uma chuva cerrada, noite do demónio!

Paguei a noite toda e o dia seguinte. Ia com sede, sede de deserto, daquelas de encher de poeira e ressecar, da garganta ao sexo da gente.

Nem a vi, acreditas? Não era a cara que lhe procurava. É que não era mesmo. Só senti, de leve, o cheiro mofoso do quarto dela, depois a pele...

Foi um abre as asas toda a noite. Só parava para dormitar e ganhar forças.

Ela entregava-se ou fazia de conta, mas tão bem!

De manhã fiz a barba, ia levá-la a almoçar para voltarmos para o quarto, tinha o desejo a crescer como erva daninha.

Foi nessa altura que lhe vi o rosto, tinha côr. A noite já se fora. Tinha côr e chorava, silenciosamente. Sem dar pelo que fazia abracei-a.

Ainda lhe sinto o líquido salgado aqui no rosto, do lado esquerdo.

Ela chorava, homem, entendeste?

E eu não sabia porquê...

(vai continuar)

8 Comments:

Blogger Teresa Durães disse...

obrigada pela visita!

4:36 da tarde  
Blogger pintoribeiro disse...

Obrigado pela visita e pelo elogio. Eu volto um dia destes. Ao meu e a este. Abraço.

5:15 da tarde  
Blogger della-porther disse...

Agradeço a visita e atenciosas palavras...E seguindo-as aporto neste recanto...Mar para meu encantamento; Texto para ser desfrutado com prazer; Arte... leveza e beleza; Música...suave.

Ah! E as cordas...essas me manterão aqui, eternamente.

Saudações

5:23 da tarde  
Blogger daniel sant'iago disse...

Muito obrigado pela tua visita.
Estás lincado/a nos "Outros Brincos", no meu quintal.

daniel

5:58 da tarde  
Blogger PiresF disse...

Bem… presumo que és homem, mas isso também não é importante, importa sim, que gostei do conto e já espero pelo resto.

Esta é uma história como muitas do quotidiano, nem mais, nem menos e sem surpresas. Acontece, que está fluida, fácil de ler e até agora bem contada, mas para dizer algo mais só com a continuação.

Bem vindo(a)

6:42 da tarde  
Blogger Klatuu o embuçado disse...

Só problems! :)=

9:42 da tarde  
Blogger adesenhar disse...

obrigada pela visita (elogio incluido)
:)
Vou estar atento à cont.
Mais um link para a minha biblioteca.

abraço

10:20 da tarde  
Blogger sonia r. disse...

Li e gostei. Obrigada pela visita.
Bom dia Mortal.

5:16 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home